Demandas da Cooperativa Lar são oportunidades para empresas TI do Oeste do Paraná

Demandas da Cooperativa Lar são oportunidades para empresas TI do Oeste do Paraná

A Lar Cooperativa Agroindustrial apresentou nesta quinta-feira (23), uma série de demandas e oportunidades, tanto para os setores acadêmicos, quanto para o ramo empresarial, principalmente em tecnologia da informação e comunicação. A apresentação foi feita na segunda edição do workshop Parceiros da Inovação. Universidades, startups, instituições mistas, associações e empresários estiveram presentes no evento, realizado na sede da cooperativa, em parceria com o Programa Oeste em Desenvolvimento, por intermédio do Sistema Regional de Inovação (SRI).

A Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação do Oeste do Paraná (Iguassu-IT), enviou como representante o secretário executivo, Marcelo Weçolovis, além do tesoureiro, Nilmar dos Santos. Dentre os associados à entidade, estiveram presentes, Leandro Scalabrin e Vicente Ribeiro.

Oportunidades interessantes foram apontadas, conforme Nilmar dos Santos, e que podem ser atendidas por empresas da região Oeste do Paraná. “Com certeza temos capacidade para solucionar algumas demandas apresentadas”, destacou.

Demandas

Dividido por setores, no Laboratório Central, por exemplo, há necessidades no desenvolvimento e implementação da análise de dioxinas, PCB’s e furanos; prestação de serviços na otimização da estrutura do laboratório e software para rastreabilidade e controle do processo de análise.

Em TI, há o encaminhamento com modernização e automatização de processos em ERP voltado à produtividade, experiência do usuário e micro serviços; utilização de “BOT” para atendimento em processos e serviços, além de conciliação eletrônica de dados e soluções mobile.

Pecuária

Oportunidades também são apresentadas na pecuária com o desenvolvimento de mecanismo de quantificação de produto em silo, com baixo custo e de fácil aplicação; e sistema para mensurar peso e quantidade de aves e suínos em produção. Nesta área, a cooperativa também precisa de tecnologias para o controle de patógenos, incluindo Salmonella, na cadeia de aves e suínos; tecnologias renováveis com aplicação ao segmento de avicultura, de baixo custo e utilizando o potencial da estrutura.

Unidades industriais

Nas unidades industriais a Lar quer otimizar, ou reduzir, o consumo de água no processo de abate de frangos, reciclar o poliuretano oriundo do isopainel; filtragem de partículas na emissão de gases no processo de queima em caldeiras; estudo sobre implementação de sistema de filtro de partículas geradas no processo de peletização de rações; análise para diminuição de ruídos gerados durante a produção de rações e, tecnologia para a redução da quantidade de resíduos líquidos e sólidos nos segmentos de suínos e aves.

Plataforma SRI

Além destas, outras demandas podem ser consultadas na plataforma SRI, no endereço http://sri.oesteemdesenvolvimento.com.br/.

ÚLTIMAS NOTICIAS