O que o Oeste do Paraná está fazendo para não ficar para trás na revolução digital

O que o Oeste do Paraná está fazendo para não ficar para trás na revolução digital

Aplicativos, novos sistemas de automação, soluções inesperadas, curiosas, surpreendedoras e, em alguns casos, quase inimagináveis. É o setor de tecnologia da informação e comunicação (TIC), no topo das transformações da vida em sociedade. E como acompanhar tudo isso? Como fazer parte? Como não ficar para trás? Esta também é a pergunta que instituições, entidades ligadas ao setor e associações representativas se fazem.

No Oeste do Paraná a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação do Oeste do Paraná (Iguassu-IT), reuniu seu associados para planejar ações, iniciativas e estimular a inovação.  A entidade reúne 47 empresas da região e tem como objetivo desenvolver ações voltadas à vanguarda em um dos setores de desponte internacional. A tecnologia da informação (TI), está presente no cotidiano de quase 100% da população. Com este cenário claro, a Iguassu-IT prevê um ano de bastante trabalho, segundo o presidente, Roberto Carpes.

As iniciativas estão voltadas à inovação e o estímulo às práticas inovadoras. Com alto potencial para o agronegócio, o Oeste do Paraná se estrutura com a participação de diversas entidades como universidades, cooperativas, organizações privadas, públicas e governamentais, dentro do Sistema Regional de Inovação (SRI), uma ramificação do Programa Oeste em Desenvolvimento (POD).

Conexão regional

A Iguassu-IT faz parte do SRI, assim como tem conexão e se inter-relaciona com outras entidades regionais e estaduais, caso do Serviço Brasileiro de apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação do Paraná (Assespro-PR).

Um dos associados à Iguassu-IT, Márcio Pinheiro, observa que o mundo vive uma revolução digital, o que requer que as empresas de TI estejam na vanguarda dos fatores de transformação e modernização. O presidente, Roberto Carpes, ressalta que a Iguassu-IT está comprometida em contribuir para que o Oeste do Paraná torne-se cada vez mais relevante e seja uma referência em tecnologia da informação e comunicação. “Temos empresas de destaque e que fornecem soluções, para a região, Estado, a nível nacional e até internacional”, observa Carpes.

Transversalidade

As empresas de TI são transversais aos demais setores, isto é, fazem parte e, podem ser a solução em diversas demandas em diferentes organizações, empresas e instituições, segundo Márcio Pinheiro. Por isso, para os próximos meses está previsto muito trabalho.

O cenário foi configurado em de três reuniões de planejamento com a participação geral dos associados. A partir de agora, grupos de trabalho definem ações específicas e que visam atender ao que foi delineado nos encontros anteriores.

ÚLTIMAS NOTICIAS